CRISE AMPLIA A DEMANDA POR VÍDEOS DE TREINAMENTO E VIDEOAULAS

Uma pesquisa realizada nesta semana com 359 empresas brasileiras pela consultoria americana Betani Tanure Associados e divulgada pelo jornal Valor Econômico revelou que quase metade delas adotou o home office como resposta direta à evolução do coronavírus no país. Na educação, 1,5 bilhão de estudantes tiveram as aulas suspensas ou reconfiguradas ao redor do mundo. O contingente representa mais de 90% de todos os estudantes do planeta – segundo atualização realizada pela Unesco, órgão da ONU para educação e cultura. Grande parte deste contingente de alunos, segue o ano letivo através das plataformas de Ensino à Distância. A estratégia encontrada para que profissionais e estudantes seguissem com suas atividades foi migrar para o ambiente on-line o conhecido ensino a distância, território seguro em tempos de isolamento social, também descortinou um universo de novas possibilidades. Produtoras de conteúdo audiovisual, como a Rush Video, produtora de vídeo de Campinas, por exemplo, seguem ativas atendendo uma crescente demanda para a produção de videoaulas e vídeos de treinamento.

Muitas empresas, além das videoconferências, têm investido na formatação dos mais diversos tipos de produções de vídeos, desde vídeos técnicos, alguns muito específicos, até materiais focados em estratégias comportamentais para aprimoramento humano. O objetivo é aproveitar esta fase para reforçar o treinamento das equipes e manter o moral elevado, de olho na retomada das atividades. Já que tempo é dinheiro, nada melhor do que usar a pausa forçada para estruturar projetos e investir em conhecimento. As videoaulas também ganharam destaque e as escolas, seja as instituições de ensino regular, da pré-escola a pós-graduação, passando por cursos livres das mais diversas áreas do conhecimento, como música, corte-costura, idiomas, finanças e outras centenas de opções, têm se dedicado a desenvolver conteúdo audiovisual. Uma tendência que deve prevalecer, mesmo após a crise do Coronavírus, que chegou para subverter a ordem das coisas e quebrar paradigmas.

Obviamente, estas aulas vêm amparadas por material didático de apoio, como apostilas e power points, além de chats e canais de comunicação com professores para o esclarecimento de dúvidas.

O fato é que o mundo pós-pandemia não será o mesmo. E enquanto alguns segmentos amargam tempos de ostracismo, produtoras de vídeo, como a Rush, seguem investindo na chamada economia criativa, semeando em solo fértil ao explorar as infinitas possibilidades de conteúdos, em diferentes formatos, que podem ser uma alternativa para mitigar os efeitos da crise. Obviamente, todo trabalho é conduzido de forma remota, com o mínimo de interação física, obedecendo as diretrizes das autoridades de saúde.

E como a criatividade é a palavra de ordem, a Rush Vídeo segue inovando, seja de linguagem, formato e até na produção dos conteúdos produzidos em tempos de isolamento social, investindo também em tecnologia, para a realização de vídeos de treinamento, videoaulas, documentários, filmagem e transmissão de eventos, vídeos institucionais, materiais corporativos, webseries e material para plataformas de streeming, como o Youtube. Enfim, a Rush conta com um portifólio completo para atender qualquer demanda de produção audiovisual.

Rush Video, movimentando ideias e conhecimento!

Comments are closed.